Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rooibos

Apenas um blog pessoal... mais um...

Febres

08.06.17

Termómetros é algo que está sempre a fazer falta quando se têm crianças pequenas.

Ainda tenho um de mercúrio, que foi o primeiro que entrou lá para casa. Mais tarde comprei um digital, por ser mais rápido (essencial quando se mede a febre a uma criança). Como andava sempre meio perdido, acabei por comprar um segundo termómeto, também digital.

Um dia, um deles ficou esquecido em casa dos avós (o termómetro viajava sempre connosco na mala das crianças), e acabámos por nunca o trazer de volta, para o caso de fazer falta lá.

Entretanto, comprei um daqueles de ouvido (saiu barato e não vale nada, porque não mede bem). E comprei mais um digital, mas este também não mede bem (ainda lá está, a ver se vou à farmácia alegando os 2 anos de garantia para o devolver ou trocar).

Agora, o único termómetro bom que havia lá em casa ficou também esquecido em casa dos avós. Ainda não percebi porque é que este também viajava connosco, dado que o primeiro ainda lá estava.

Posto isto, comprámos mais um termómetro, igual a um dos que já estava em casa dos avós. Assim havia a certeza de ser um bom termómetro.

Mas quando o experientámos, percebemos que não apitava quando acabava de medir a temperatura. Por isso fui á farmácia trocá-lo, até porque estava mesmo a fazer falta. "Não, este modelo não apita", disse-me a senhora da farmácia. Insisti que tinha um igual em casa, comprado ali, e que esse apitava. "Esse era outro modelo, estes agora não apitam" disse-me ela.

Fiquei mudo.

Como era possível? Um termómetro digital não apita? Então e temos que estar a olhar para o visor do termómetro para perceber se a medição já acabou?

"Não é prático, estava convencido que era igual ao outro", disse eu. Mas de nada adiantou, tive que voltar com o termómetro.

Mas quem é que se lembre de inventar um termómetro digital que não apita?

4 comentários

Comentar post